quarta-feira, 4 de maio de 2011

Se se pudesse dizer

«Nunca se saberá como se deve contar isto, se na primeira pessoa ou na segunda, usando a terceira do plural ou inventando continuamente formas que de nada servirão. Se se pudesse dizer: eu viram a Lua subir, ou: dói-me-nos o fundo dos olhos e sobretudo assim: tu a mulher loura eram as nuvens que vão correndo diante dos meus teus seus nossos vossos deles rostos. Que diabo!
Disposto a contar, se se pudesse ir por aí, beber um bock e a máquina que continuasse sozinha (porque escrevo na máquina), seria perfeito. (...) Mas de parvo tenho apenas o destino, e sei que, se sair, esta Remington ficará petrificada sobre a mesa com esse ar duplamente quieto que têm as coisas móveis quando não se movem. Por isso tenho de escrever. Um de nós tem de escrever (...) É melhor que seja eu, que estou morto, que estou menos comprometido do que o resto; eu que vejo apenas as nuvens, posso pensar sem me distrair, escrever sem me distrair (...) e lembrar-me sem me distrair, eu, que estou morto»

Julio Cortázar em Blow-Up e Outras Histórias (tradução de Maria Manuela Fernandes Ferreira, Publicações Europa América)

3 comentários:

Conceição Bernardino disse...

Olá Sophie,

sabes que sou tua fã incondicional meu apreço pelos teus blogs e pela tua escrita.

Beijo

Conceição Bernardino disse...

podes ajudar-me? onde vais buscar uns fundos dos blogs?

obrigada

Sophie_G disse...

Olá Conceição!

Muito obrigada pela visita e pelas palavras.
Para mudar os fundos dos blogues tens de ir a 'Design'-'Designer de modelos'-'Fundo'.
Essa opção aparece quando estás com a conta do blogger aberta.

Beijo

Enviar um comentário